O vinho pelo sabor

Em vinhos | 13/01/2014Comentários

Quando observamos um profissional do vinho chega a ser intimidante. E não é para menos. O ritual é complexo. Depois da decisão do prato, vem o gosto pessoal na escolha do rótulo, a temperatura e o copo certo. Todos estes critérios são importantes para que a refeição se faça com satisfação e a noite seja um sucesso.

 

A verdade é que a tarefa de escolher um vinho que faça pairing com uma ementa e que combine em simultâneo com os gostos dos convidados, para quem é leigo, é sempre difícil. Nesta matéria, um professor do Le Cordon Bleu sempre dizia que o simples tinha sempre margem para surpreender e que todos os principiantes deveriam lembrar estas palavras. Assim, seguindo a máxima do professor Bruno Strill, aprendi a apreciar a simplicidade e, com isso, descobri um novo mundo de facilidades. A verdade é que passei a usufruir melhor os jantares que ofereço e a companhia da família e dos amigos.

 

O primeiro passo e o mais importante é definir o cardápio e este deve observar alguns critérios: o gosto dos convidados, as alergias e a disponibilidade de produtos sazonais e frescos no mercado. Como as variantes são muitas, aconselho rótulos que façam pairing com uma ementa ampla e rica.

 

vinho_zinfandelPor exemplo, um Chateau Picard, da região do Medoc – Saint-Estèphe vai bem tanto com beef, cordeiro, frango como com salmão, atum, mariscos e comida vegetariana. Este é um vinho com bom corpo, rubi suave e final apimentado. Ou, um Zinfandel, da Califórnia, que também vai bem com cordeiro, aves, carne de vaca e de caça e alguns peixes, sob uma variedade de estilos de cozinha (grelhado, ensopado, assado). Mostra a sua versatilidade no pairing com hambúrgueres, pratos picantes e alguns peixes. Um vinho vibrante de cor escura com taninos que variam entre o médio e o alto e um teor de álcool superior. Os sabores do Zinfandel incluem: framboesa, amora, cereja, ameixas, passas, especiarias, pimenta e várias intensidades de carvalho.

 

vinho_Sauvignon-blanc

 

Nos brancos, a minha sugestão vai para um Sauvignon Blanc, da região Bourdeaux e Vale do Loire, na França. Vinho seco e refrescante, que possui como principais características, aromas minerais, vegetais e toques frutados. O Sauvignon Blanc, com suas notas herbáceas, combina bem com ervas como a salsa, o alecrim, o manjericão, o coentro ou a hortelã.

 

Há também um par clássico deste vinho. Perto de Sancerre, é produzido um queijo de cabra com reputação internacional chamado Crottin de Chavignol. Este é um queijo de aroma e gosto fortes, cremoso e fedorento. Uma mordida de Crottin, com um toque de Sauvignon Blanc, é considerado o pairing clássico perfeito!

 

 

Tags:,

[fbcomments]